Bruna Alecrim

Bruna Alecrim, 19 anos. Goiana e estudante de Jornalismo. Ama dançar, fotografar e viajar.
Snapchat
Me acompanhe em tempo real lá no snapchat: BRUALECRIMF

Youtube

O que você quer ler?

Blogs Parceiros

Facebook
Instagram


8 de outubro de 2016 / Conversa de banheiro / Textos

Eu estou em um relacionamento sério. É com uma pessoa complicada, confusa e eu não sei muito bem como lidar com ela. As vezes ela sai do meu controle, outras eu acho que estou perto de entende-la, mas em pouco tempo essa esperança acaba. Na maioria das vezes, descobrir mais sobre ela é a melhor parte desse relacionamento e em outras, essa situação de não saber muita coisa depois desse longo tempo… Dá uma vontade de desistir. Mas não ia ser legal, nem para a gente e nem para os outros.

Estamos caminhando para 20 anos juntas. Alguns dias a gente está mais separada do que junta, parece que está meio brigada, mas no final a gente sempre acaba fazendo as pazes. Tem pouco tempo que eu comecei a realmente dar atenção para ela, tentar REALMENTE entende-la, seus gostos, sonhos e escolhas, e tem sido bem legal.

Um relacionamento com si próprio é a relação mais longa e complicada que você vai ter, mas é uma das poucas pela qual vale a pena você sempre lutar. Veja bem, se você não estiver bem consigo mesmo, nada mais vai bem, sua vida vai parando aos poucos e em pouco tempo você se vê empacado com você mesmo em uma situação que você não quer estar.

Quando nos damos uma chance, as coisas vão bem. Você passa a apreciar pequenos momentos sozinha e, apesar de uma noite com os amigos ser incrível, vão ter dias que tudo o que você vai querer é ficar em casa, assistir um bom filme e dançar pela sala na excelente companhia de você mesma.

Durante esses poucos anos de vida que tive, sempre escutei de amigas “se você não se valorizar e se amar, ninguém mais vai fazer isso”. Sempre achei a maior mentira, não fazia sentido na minha cabeça a ligação de uma coisa com a outra. Mas, sim, é a maior verdade de todas: Se ame antes e só aí você vai poder amar e ser amada da maneira correta.

Quando a gente está mal, quando não gostamos daquilo que vemos no espelho (e eu não estou falando apenas de aparência), a gente passa a jogar toda essa insegurança e frustação nos nossos relacionamentos, sejam nas amizades ou em namoros. A gente projeta nos outros tudo aquilo que sentimos por nós mesmos. Agora deu para entender um pouco melhor o porquê daquela frase do parágrafo acima fazer tanto sentido?

E essa relação nunca está 100%. Temos sempre mais para descobrir e evoluir, até porque nós estamos em constante processo de mudança. Mas é incrível descobrir quem é e gostar de ser e estar consigo mesma. Valorizamos muito pouco esse relacionamento e achamos difícil perceber a importância dele, mas sempre nos esquecemos que, nos bons e maus momentos, quem está sempre com a gente somos nós mesmos. Então, melhor que seja uma relação saudável e que você seja uma companhia agradável para aquela que passa 24 horas ao seu lado: você mesma.


Gostou do post? Compartilhe com suas amigas e amigos e espalhe o EA por aí!

YOUTUBE // INSTAGRAM  // TWITTER  // TUMBLR // FACEBOOK


Bruna Alecrim


7 de setembro de 2016 / Textos

Foto de Juliana Colinas

Nós crescemos escutando que todo sonho é possível se lutarmos para realiza-lo, mas muitas vezes, o mais saudável é simplesmente aceitar que algumas coisas não são possíveis de acontecer. Talvez esse seja um texto de uma pessoa um pouco amargurada, com pouca esperança e com mais tristeza que o usual, mas, às vezes, precisamos ser realistas e aceitar o que a vida nos dá.

Talvez te deixe com um vazio no peito por um tempo, talvez te faça chorar, mas não há nada de errado em admitir que algumas coisas não são para ser, pelo menos, não para você. É preciso maturidade para admitir que um sonho é impossível. É triste, mas bola pra frente. Quem sabe essa energia que você vai deixar de gastar em algo que não deu certo, comece a ser gasta com coisas que podem realmente acontecer e te trazer muita felicidade.

Desistir de algo não te torna fraco, ou um perdedor. A vida passa e ela muda a gente, as vezes algo que imaginamos por tanto tempo para nossa vida simplesmente não se encaixa com nossa realidade. Sei que vai ter quem discorde, quem diga que devemos lutar para sempre por um sonho, mas bem, antes de ser leal a algum sonho, devemos ser leais à nós mesmos, temos que enxergar quem somos e de nada adianta lutar por algo que não é possível, por um motivo ou por outro, de se realizar ou que não te completa.


Gostou do post? Compartilhe com suas amigas e amigos e espalhe o EA por aí!

YOUTUBE // INSTAGRAM  // TWITTER  // TUMBLR // FACEBOOK


Bruna Alecrim


29 de abril de 2016 / TV e Cinema / Vlog

IMG_3019

Oi oi galera, como vocês estão? Desde que a faculdade começou, eu ando super estressada e tensa, vários trabalhos pra fazer e livros pra ler… Por isso gravei um vídeo recomendando 7 filmes que eu assisto quando estou assim e me ajudam a relaxar! Vem ver:

E aí, já assistiram algum da lista? Tem algum pra recomendar? Me conta tudo aqui nos comentários! E não deixa de se inscrever lá no canal que vai ter vídeo novo toda quinta!


Gostou do post? Compartilhe com suas amigas e amigos e espalhe o EA por aí!

YOUTUBE // INSTAGRAM  // TWITTER  // TUMBLR // FACEBOOK


Bruna Alecrim


16 de abril de 2016 / Blogueira / Vlog

IMG_2917

Oi gente, como vocês estão? Adivinha quem finalmente voltou com o canal? Merecia até uma festinha em comemoração hahaha Pra esse recomeço decidi falar de um tema que vocês vivem me pedindo no twitter: minhas tatuagens. Falei os significados, sobre dor, arrependimento e cuidados, vem ver:

E aí, gostaram? Não esquece de clicar em curtir e se inscrever no canal, porque vai ter vídeo novo toda semana (SIM! FINALMENTE!)!


Gostou do post? Compartilhe com suas amigas e amigos e espalhe o EA por aí!

INSTAGRAM  // TWITTER  // YOUTUBE // TUMBLR // FACEBOOK


Bruna Alecrim


3 de abril de 2016 / Textos

large

Eu desde pequena tive essa vontade, talvez um pouco ingênua, de mudar o mundo, de fazer dele um lugar melhor para se viver, de fazer as pessoas felizes. É que para mim não existe um porquê de continuar vivendo se não for para contribuir para o mundo, mesmo que de maneira pequena.

O que seria isso? Veja bem, quando você faz alguém sorrir, você está tornando o mundo um lugar melhor!  Ao deixar uma pessoa feliz, você faz com que ela encare o mundo (ao menos naquele dia, pelo menos por algumas horas) de maneira mais feliz e positiva, ela vai tratar as pessoas de maneira melhor e essas por sua vez vão fazendo o mesmo.

Quem nunca mudou completamente de humor por causa de uma rápida conversa com alguém? As vezes um simples ‘Bom dia’ torna o nosso dia melhor. Quando você faz um elogio inesperado a alguém, segura a porta para a outra pessoa passar, dá um sorriso para um desconhecido na rua que passa por você… Tudo isso torna a vida melhor, tanto para outra pessoa, quanto para você! E acredite, essas pequenas coisas fazem a diferença. Depois de sorrir para algum desconhecido que cruzou com você na rua, observe o rosto da pessoa e veja como ele se ilumina.

A grande questão é, você pode fazer a diferença e não precisa ser rico, ser ‘importante’ ou nada do tipo. A gente muda o mundo todos os dias, cada ação nossa influencia as pessoas ao nosso redor de alguma forma, positiva ou negativamente. A partir de hoje, passe a pensar melhor nas suas atitudes, passe a sorrir mais e tente fazer os outros felizes. Pequenos gestos fazem a diferença (e como fazem)!


Gostou do post? Compartilhe com suas amigas e amigos e espalhe o EA por aí!

INSTAGRAM // TWITTER // FACEBOOK // TUMBLR // YOUTUBE


Bruna Alecrim


31 de março de 2016 / São Paulo

Já contei pra vocês que passei alguns dias lá em São Paulo há algumas semanas nesse post aqui e falei que ia recomendar alguns lugares legais que valem a visita. Bem, hoje eu ia falar sobre um café meio escondido que meus amigos me levaram na Rua Augusta.

O Kaya Kafé é um lugarzinho incrível e que, infelizmente, fechou no final de março. Ele ficava numa vila na Rua Augusta, em frente ao Cinesesc, e passava despercebido por muitos, mas o Charles e a Ana, viram a plaquinha , resolveram entrar e depois me levaram pra conhecer lá também!

IMG_2176 IMG_2181 IMG_2179

 

Você entra no Kaya e é impossível não se apaixonar, com a decoração clean e com todos os detalhes pensados com muito cuidado e carinho, além disso, todo mundo que trabalha ali é super atencioso e muito querido. É difícil decidir o que comer, parece ser tudo delicioso! Como eu só fui um dia e já tinha comido antes (a gente foi lá de última hora), acabei só beliscando o que a Ana pediu, mas estava uma delícia!

IMG_2222 IMG_2221 IMG_2218 IMG_2212 IMG_2211 IMG_2191

 

Uma coisa super legal de lá, é que vários artistas faziam exposições lá! Nesse dia que eu fui, era a exposição ELAS do artista Rodney Rauth. Outra coisa bacana é esse mural, em que você pode deixar um café pago pra um amigo ou até desconhecido e colocar ali um recadinho pra ele!

 

IMG_2210 IMG_2205

 

Não resisti e tive que colocar essas fotos de algumas das coisas que a gente pode encontrar por lá pra comer <3 deu fome só de lembrar!

 

IMG_2200 IMG_2198 IMG_2196 IMG_2195

 

Quando finalmente decidimos o que iriamos pedir, escolhemos a mesa mais próxima da janela que tem vista pra Augusta e ficamos conversando por quase duas horas! Eu pedi um chocolate quente (que estava maravilhoso, por sinal), a Aninha pediu ovos mexidos e café, e o Charles pediu um sanduíche.

IMG_2174 IMG_2173 IMG_2172 IMG_2165 IMG_2164 IMG_2162 IMG_2160 IMG_2157 IMG_2214

Foi um lugar super gostoso de passar o tempo e na página do facebook a dona deixou em aberto a possibilidade de talvez ele voltar daqui alguns meses, vamos torcer pra que realmente aconteça né? Porque é muito triste pensar que um lugar tão legal desses não existe mais!

IMG_2188 IMG_2194 IMG_2185 IMG_2156

 


Gostou do post? Compartilhe com suas amigas e amigos e espalhe o EA por aí!

INSTAGRAM // TWITTER // FACEBOOK // TUMBLR // YOUTUBE


Bruna Alecrim


28 de março de 2016 / Blogueira

Daqui uma semana eu completo 19 anos e só ontem fui me tocar em como o último ano passou rápido! Foram muitas mudanças, muita gente saindo e muita gente entrando na minha vida, muitas viagens, muitas memórias… Devaneios à parte, resolvi, depois de anos, fazer uma wishlist do que eu andei desejando nos últimos tempos:

snapchat-logo - Copia

 

 

  • Na minha casa tem um quarto vazio, que depois de algum tempo, convenci meus pais a deixarem eu montar ali meu home office, pra poder gravar vídeos e escrever posts e trabalhos da faculdade mais tranquilamente! Então, nos últimos dias fiquei horas procurando ideias e inspirações. Tô doida pra começar a comprar os móveis e decorações <3
  • O livro incrível da Sophia Amoruso, #GirlBoss. Comecei a ler na livraria e me apaixonei!
  • Depois de cinco anos juntos, definitivamente meu celular não aguenta mais o tranco. Já deu e continua dando todos os problemas possíveis. Meu maior desejo do momento é um Iphone novo!
  • Quando eu estava em São Paulo acabei conhecendo a InBox, uma loja de sapatos femininos incrível! Além do bom gosto indiscutível, os preços são incríveis. Comprei uma botinha, mas saí de lá desejando várias outras, principalmente essa da foto.

  • Eu amo meu quarto, mas a decoração dele ainda não está está do jeito que eu quero. Uma das coisas que fico namorando sempre que vejo em alguma loja são essas mãos articuladas!
  • Desde criança meu pai me compra All Star e até hoje é meu tênis favorito! Os meus já estragaram todos de tanto usar e depois de anos comprando modelos estampados e coloridos, queria um branquinho, pra variar.

  • Nunca fui muito chegada em maquiagem, mas também tenho meus aqueles “produtos que não vivo sem”. Um deles é o delineador. O meu eu perdi em alguma viagem no meio do ano passado e até hoje não consegui comprar outro.
  • Como a Wishlist é minha, posso sonhar alto hahah acho essa impressora da Instax sensacional! Você pode selecionar qualquer foto do seu celular e imprimir no formato polaroid <3
  • Essa Adilette! Confesso que não gostava, até usar por uma semana uma emprestada de uma amiga. Não podia faltar nessa wishlist!
  • Eu sou apaixonada por anéis, especialmente essas no estilo que coloquei na montagem! Sempre vejo lindos lá na Forever21.

 

Bem, é isso! Estou pensando em fazer essas wishlists mais vezes, dá pra definir algumas metas, juntar a grana e comprar coisas que eu realmente estou querendo há algum tempo.


Gostou do post? Compartilhe com suas amigas e amigos e espalhe o EA por aí!

INSTAGRAM // TWITTER // FACEBOOK // TUMBLR // YOUTUBE


Bruna Alecrim


22 de março de 2016 / São Paulo / Viagens

IMG_2150

No início do mês de março eu fui passar alguns dias em São Paulo pra matar a saudade dos amigos de lá. Tentei fotografar os lugares que visitei pra vocês, mas confesso que as vezes me esquecia completamente hahah

IMG_2153 IMG_2154 IMG_2155

Bom, na minha primeira noite por lá minha amiga me levou no AppleBee’s. É um restaurante que me lembrou muito o Outback no estilo, mas achei a comida do AppleBee’s melhor! Éramos seis pessoas e preferimos dividir várias porções ao invés de pedirmos pratos individuais.

IMG_2147 IMG_2148

A gente escolheu duas opções diferentes de batata frita com molhos e uma porção de frango frito. Lá, além da opção de refil de refrigerante, tem o refil da pink lemonade, que é uma delícia! Vale a pena experimentar!

IMG_2141 IMG_2143

Não consegui tirar foto da comida, porque todo mundo estava morrendo de fome e acabou tudo muito rápido hahah

É um lugar bem legal pra ir com os amigos e até mesmo com a família. Como dividimos a conta por seis pessoas, achei que o preço saiu bem razoável!

Pelo o que pesquisei, existem quatro unidades do restaurante em São Paulo (capital): um no Shopping Eldorado, um no Shopping Morumbi, um em Moema e um em Itaim Bibi.


 Gostou do post? Compartilhe com suas amigas e amigos e espalhe o EA por aí!

INSTAGRAM // TWITTER // FACEBOOK // TUMBLR // YOUTUBE

 


Bruna Alecrim


12 de março de 2016 / Fotografia

Vocês vivem me mandando mensagens perguntando como eu edito minhas fotos, quais efeitos eu uso e hoje vim explicar direitinho tudo isso pra vocês!

Bom, quando preciso editar minha fotos no celular eu uso um aplicativo chamado AfterLight. Ele é um aplicativo pago, mas vale muito a pena, porque ele permite que você faça uma edição completa na foto! Tirei alguns prints dos meus efeitos favoritos para vocês:

1

Depois que você seleciona a foto que quer editar, o aplicativo te direciona para essa interface da primeira foto. O primeiro ícone serve para desfazer sua última ação, caso não tenha gostado (mas cuidado, só desfaz a última, se você clicar novamente ele vai deixar a foto sem edição nenhuma novamente e você vai ter que editar tudo de novo). O segundo ícone são os ajustes mais específicos: brilho, contraste, tons, fade e por aí vai. O ícone colorido é onde você vai encontrar os efeitos. No quarto ícone você tem os efeitos de poeira e luzes, que dão uma aparência de foto antiga para as fotos. No quinto você tem as opções de cortar, girar, inverter o sentido da foto e fazer segunda exposição. Já no sexto ícone, você pode colocar bordas na foto.

Agora, vamos à edição de fato! Quando você clica no ícone de efeitos, vão aparecer cinco quadradinhos logo acima da barra de ícones (esses da segunda foto). No primeiro, segundo e terceiro você tem vários efeitos gratuitos, no quarto quadradinho você tem alguns efeitos pagos e no quinto você pode montar seu próprio efeito (misturando vários e ajustando da maneira que quiser).

Tirei alguns prints dos meus efeitos favoritos e que mais uso na hora da edição, já deixo avisado que nunca uso apenas um efeito e nunca uso ele na intensidade máxima, como vocês vão perceber pelas fotos. O efeito “Bright Fire” fica no segundo quadrado, a pasta “Guest”.

2

Na pasta “Original”, primeiro quadradinho, eu uso o efeito “Hollow”. De volta à pasta “Guest”, uso bastante os efeitos “Dallas” e “Curious”.

3

Na pasta “Seasons”, terceiro quadradinho, eu uso o “Magnolia”. Lá no quinto quadradinho eu consigo misturar todos esses efeitos em um só e consigo o efeito perfeito para as minhas fotos. Depois de escolher os efeitos eu vou no ícone de ajustes e mudo algumas coisas…

4

 

Por fim, você pode mudar o ângulo da sua foto, ou seja, desentortar ou entortar  a foto, cortar da maneira que quiser, girar, inverter os lados ou fazer segunda exposição. Nessa foto eu não quis mexer em nada.

5

 

Quando a foto estiver do jeito que você quer, você clica em “DONE” lá no canto superior direito da tela, escolhe o tamanho/qualidade que quer salvar a foto e clica em “SAVE”. Sua foto vai estar editada e prontinha para você postar na rede social que quiser!

É assim que edito todas as minhas fotos. Espero que tenham gostado… se usarem outro aplicativo, me contem aqui nos comentários pra eu experimentar!


 Gostou do post? Compartilhe com suas amigas e amigos e espalhe o EA por aí!

INSTAGRAM // TWITTER // FACEBOOK // TUMBLR // YOUTUBE


Bruna Alecrim


4 de março de 2016 / Blogueira / Textos

IMG_2120

No final de novembro de 2015, fui contratada por um estudante de jornalismo para fazer alguns registros para o TCC dele. O tema era relacionado a cooperativas de lixo, para quem não sabe, são lugares onde o lixo é separado, prensado e vendido para ser reciclado.

Era quarta feira e lá estava eu, fotografando todo o pessoal da cooperativa durante o trabalho, quando tropeço em uma caixa e escuto alguns latidos bem baixos. Quando abro, encontro seis cachorrinhos com poucos dias de vida. Um deles logo me chamou mais a atenção, fiquei apaixonada logo de cara e depois que terminei de fotografar tudo o que precisava, voltei na caixa, peguei o filhotinho e fiquei brincando.

Um dos funcionários da cooperativa, o que cuida de todos os cães que moram por lá (Cerca de 10 adultos e, na época, 10 filhotes), me viu e disse “olha só, ele deu muito certo com você! Ele é meio na dele, não é de dar muito carinho, mas já tá até te lambendo”. Depois de alguns minutos ele voltou e disse “Olha, se você quiser, pode ficar com ele. Deu pra ver que vocês dois deram muito certo”.

A testa do Dylan sempre ficava franzida de um jeito que parecia preocupação, um jeitinho meio pidão, e acho que foi uma das coisas que mais me fez apegar nele nesse primeiro contato. Quando ele chegou aqui em casa, estava cheio de pulgas, piolhos e carrapatos, tinha doença de pele que foi transmitida pela mãe durante a gravidez e estava cheio de vermes. Mesmo assim, ele era tão alegre, que parecia ser o cachorro mais saudável do mundo.

IMG_2119

Lembro como se fosse hoje da primeira noite dele em casa. Ele convivia com outros 20 cachorros, nunca tinha ficado sozinho na vida e de repente, estava ali, de madrugada, tudo escuro e sem ninguém pra brincar. Não deu outra, ele chorou a noite inteira, só parou quando eu fiquei com ele durante duas horas e quando não aguentei mais o sono, tirei minha camiseta e enrolei nele. Não é que ele já tinha se acostumado com meu cheiro e dormiu em cinco minutos?

Nos primeiros dias ele não sabia como beber água na tigela, a gente tinha que descer um pouquinho a cabeça dele até a água pra ele conseguir beber, mas ele sempre aprendeu tudo muito rápido! Só fazia xixi no jornal depois de duas semanas, sem nenhuma ajuda desses produtos com cheiros que os veterinários recomendam.

Ele é extremamente carinhoso, é ainda mais brincalhão e um pouco exagerado, por isso, algumas brincadeiras acabavam deixando alguns arranhões. Sempre adorou andar de carro, fica sentado no nosso colo observando tudo que passa pela janela (mas não gostava de colocar a cabeça pra fora, como alguns cachorros adoram).

Na hora de passear, a gente pena um pouco, ele é muito forte e acaba puxando bastante. Ele sabe exatamente quando eu chego da faculdade e se ao sair do elevador eu não abrir a porta em dez segundos, ele começa a chorar. O nosso passatempo preferido é: eu sento no chão com perna de índio e ele fica no meu colo, cada um fazendo suas coisas – ele mordendo algum brinquedo ou dormindo e eu lendo ou mexendo no celular. Nessa, a gente ficava por horas.

IMG_2125

Ele acabou crescendo muito e mais rápido do que a gente esperava. Em quatro meses ele já se apoiava na minha cintura quando ficava em cima das patas traseiras. Foi aí que começaram os problemas…

Eu moro em apartamento e, como eu disse antes, o Dylan é muito brincalhão e adora investigar tudo. Como ele já estava grande, começou a alcançar os vasos de plantas da minha mãe e não pensava duas vezes antes de espalhar quilos de terra pela casa toda. Ele desfiou o sofá de tecido da sala, comeu meu cartão de crédito, minha carteirinha de passe de ônibus e meu cartão de memória (nele tinha um documentário que eu tinha que entregar na faculdade em duas semanas – eu não tinha uma segunda cópia). Ele comeu a agenda da minha mãe, roeu os pés da cadeira e rasgou o forro que fica na parte de baixo do sofá.

No final das contas, a gente percebeu que nossa casa era um lugar muito pequeno pra ele. Ele nasceu em uma chácara, faz parte da natureza dele correr quilômetros por dia e isso era uma coisa que a gente, por mais que desse todo o amor do mundo, não poderia proporcionar. Com o tempo, isso foi o afetando. O Dylan passou a ter o olhar triste e a cada dia ele parecia ter mais energia e mais vontade de correr e brincar.

Um dia, meus pais decidiram que não conseguiam mais manter ele aqui. No fundo eu sabia disso há algum tempo, mas não queria admitir, porque se eu admitisse, o Dylan iria embora. E ele foi.

IMG_2131

Hoje, ele está morando na chácara de um amigo da família, com outros cachorros tão brincalhões quanto ele e sendo muito bem cuidado pelo pessoal que mora lá. Deixar um ser vivo que a gente ama ir embora é a coisa mais dolorosa que existe.

Sei que ele está em um lugar muito melhor pra ele e nem por um dia deixo de pensar naquele bichinho. O Dylan me ensinou a ser mais cuidadosa, responsável, carinhosa e paciente. Me ensinou mais sobre o amor, sobre a lealdade e amizade.


 Gostou do post? Compartilhe com suas amigas e amigos e espalhe o EA por aí!

INSTAGRAM // TWITTER // FACEBOOK // TUMBLR // YOUTUBE


Bruna Alecrim