22 de novembro de 2014 / Dicas Outros

unnamed

Não sei vocês, mas estou sempre pensando em como gostaria de ter um dinheirinho sobrando pra comprar livros novos, algumas coisinhas que não saem da minha cabeça ou roupas que não comprei porque não podia. Bem no meio de um desses dilemas corriqueiros, me deparei com o site Enjoei.

Já tinha lido em alguns lugares pessoas comentando que estavam vendendo suas coisas pela internet. Compro muito na internet, mais do que a maioria. Mas vender? Nunca tinha passado pela minha cabeça. Isso nunca dá certo, pensei. Criei uma conta como quem não quer nada e fui pesquisar mais sobre como funcionava todo esse esquema. E é muito fácil!

Comprando…

O Enjoei é um intermediário entre lojistas e clientes, tipo o Aliexpress. Você pode conversar com o vendedor quando quiser e compra os produtos que quer, mas o vendedor só recebe depois que for confirmada a entrega e o recebimento. Você pode escolher formas de pagamento, pode dividir, etc. Se o vendedor for gente boa, você pode até pedir uma ajudinha no preço ou no frete. É só negociar.

Assim que você cria sua conta no Enjoei, você já ganha um cupom de R$15,00 pra gastar em qualquer loja do site – até na minha se quiser ;). O legal é que o site sempre tem promoções incríveis e uns descontos bem bacanas. Não é por nada que a página no Facebook tem mais de 2 milhões de curtidas, né?

No Enjoei você encontra produtos novos e usados. Sabe aquela roupa fantástica que você comprou nos Estados Unidos mas nunca usou? Então! Milhares de pessoas decidem vender em ótimas condições. Até aquelas que usamos poucas vezes mas continuam lindas. Pra quê deixar tudo acumulando poeira no armário, não é mesmo? Com preços bem camaradas (a maioria) você pode arrematar aquela blusa que estava de olho, mas perdeu a chance quando estava na vitrine do shopping.

A variedade de produtos é enorme, tem de tudo. Desde produtos de decoração até roupas, sapatos e celulares! Com certeza você vai achar alguma coisa que te agrada. E se o preço não agradar, que tal fazer uma oferta melhor no produto? O vendedor, se for gente boa, vai te dar uma mãozinha.

unnamed (1) unnamed (2) unnamed (3)

 

Vendendo…

Antes de começar a colocar os seus enjôos no site, fique atento a uma coisa que muita gente esquece! O pagamento é feito através de transferência bancária, e como isso acontece? Antes de qualquer coisa, você tem que entrar nesse site, o Moip, e criar uma conta, porque é pra lá que o Enjoei vai mandar os seus pagamentos. Mas, atenção! O e-mail da sua conta no Moip tem que ser o mesmo da sua conta no Enjoei.

Pronto, criou sua conta nos dois? Ótimo. Agora é fácil. Coloque uma foto de perfil e uma capa para a sua loja, assim não fica aquela coisa em branco, entende? Assim você mostra um pouquinho sua identidade. Sempre que quiser publicar um produto, é só clicar em “Quero Vender” e seguir os passos explicadinhos lá.

O Enjoei cobra 20% de comissão em cima de cada produto vendido, além de R$2,15 pelo anúncio. Parece muito, mas basta você fazer as contas na hora de colocar seus preços. E não se preocupe, se você não vender, não paga nada. Você nunca sai devendo ou no prejuízo.

Depois que vender o produto, você vai receber um e-mail confirmando o pagamento do cliente (outro bônus do Enjoei é que eles estão sempre mandando e-mails, então você sempre fica atualizado. Quando seu produto está recebendo “likes”, eles avisam; quando você está demorando pra postar, eles avisam; quando seu pagamento vai ser realizado, eles avisam.), mas você não recebe ainda. Assim que o pagamento do cliente for confirmado, você corre para os correios e posta o produto. Você não paga o frete, basta imprimir a etiqueta fornecida pelo site – tudo isso é explicadinho por eles quando você vende o produto, não se preocupe – e postar o produto. Assim que o comprador confirmar o recebimento, você recebe seu pagamento na sua conta no Moip. Lá, é só cadastrar sua conta bancária (precisa estar no seu nome) e ver o dinheiro cair na sua conta em alguns dias.

Eu sei que parece complicado e complexo, mas você vai ver que não é. Tudo é bem explicado e organizado pra ninguém sair chateado e prejudicado. Eu que sempre fui a pessoa mais desconfiada nessas coisas, estou extremamente satisfeita com tudo isso. O Enjoei foi um bom achado em 2014.           


Dicas básicas:

1)      Use fotos de qualidade e que mostrem o seu produto sem enganações. Uma boa luminosidade ajuda na qualidade da foto. E poste mais de uma foto, assim o comprador pode ver mais ângulos do produto.

2)     Detalhe seu produto. A gente recebe muitas perguntas pedindo as medidas, então pra evitar atraso nas respostas e correr o risco de perder uma venda, meça tudo (roupas, por exemplo) antes e coloque na descrição do produto. Tecido e materiais também são perguntas frequentes.

3)      Nada de ser pão duro. Entendo que a gente quer lucrar, mas lembre-se de que você também compra coisas na internet e não gosta quando abusam no preço. Calcule a porcentagem que o site vai tirar de comissão, o preço do material para a entrega e o que mais você precisar, mas não atinja a estratosfera com os preços. Não existe nada mais chato do que ficar toda empolgada com um produto e depois desanimar completamente com o preço. Coloque-se na pele do comprador.

4)      Vendeu seu produto? Escreva um bilhetinho para colocar na caixa. Exemplo: “Muito obrigada por comprar na minha loja no Enjoei, espero que faça bom proveito e que volte pra comprar mais.” O Enjoei é uma loja gigante e diferente, mostre porque você é um lojista diferenciado também. Um cliente feliz volta mais vezes e confia mais na sua loja, além de indicá-lo para outros amigos.


 

unnamed (4)

Em um mundo onde todo mundo está pregando a sustentabilidade, o Enjoei é um lugar em que todos saem no lucro. Tanto o comprador que vai adquirir um produto bom e barato, quanto o vendedor que vai abrir espaço no armário e ganhar um dinheirinho extra. O Enjoei está me ajudando bastante a juntar um dinheirinho.

Minha lojinha no Enjoei ainda é bem nova, mas já vendi 8 coisas (até o momento em que escrevo esse post) e estou sempre atualizando com coisas novas. Logo logo vou colocar coisas mais bonitas e novinhas como roupas masculinas e femininas e até posters, mas vale muito a pena conferir, garanto.

Se não tiver muita coisa pra vender, que tal pegar aquelas roupas velhas dos seus pais ou irmãos que estão paradas há muito tempo? Meu pai tinha camisas novinhas (nunca usadas mesmo) de marcas como Calvin Klein e Brooksfield que foram compradas nos EUA, mas nunca usadas porque não cabiam nele. Vendi duas em menos de três dias e estou colocando as outras no site. Minha mãe faz algumas camisas e vou colocá-las na lojinha daqui a pouco. Faz o seguinte: conta pra eles essa novidade e pede uma comissão básica por cada produto vendido, assim todo mundo sai ganhando. Que tal?

unnamed (5)

Não deixe de conferir a minha lojinha e dizer o que achou, ok? Se gostar de alguma coisa, não deixe de me falar.
Espero que tenha gostado do post e que, assim como eu, se apaixone pelo Enjoei. 


Confira o post na íntegra no meu blog, clicando aqui.

laura



28 de março de 2014 / Dicas

Se existe uma reclamação que todo mundo tem é: O domingo é um dia parado DEMAIS! Bem, hoje resolvi trazer algumas ideias do que se fazer para tornar esse dia mais legal!

cabelo-medio-perfeito
1 – Você gosta de cantar/tocar? Que tal chamar os amigos e fazer uma rodinha para cantar, tocar e rir bastante? Trouxe alguns vídeos bem fofos da Ana Arantes, dona do Bolas de Meia,  que eu fiquei encantada!

 

 

 

 

2 – Ler um livro! Qualquer hora é boa para se deitar e ler um livro!

IMG_4004c

 

Quero em breve fazer posts e vídeos fazendo algumas listas de livros curtinhos para quem ainda não tem hábito de ler, daqueles que a gente termina em algumas horas!

3 – Ficar na cama o dia todo! Domingo é o último dia de descanso e se estiver muito cansada, simplesmente não levante! Ouça músicas, durma ou apenas procrastine.

img-thing

4 – Faça um piquenique! Chame os amigos ou faça com sua família, acorde cedinho, vá para o parque e fica lá até a hora do almoço contando histórias e rindo!

large (1)

 

5 – Se você gosta de fotografar, então chame uma amiga para ser sua modelo e faça vários clicks! Só tome bastante cuidado com a câmera  se for em algum local público, fique de olho se não tem ninguém suspeito por perto, as cidades estão bem perigosas!

large (2)

 

 

Tem um milhão de coisas para se fazer, trouxa algumas ideias bem simples… Quem sabe em um outro post faço um segunda lista.

Conta pra mim, o que você faz nos domingos?

bru



1 de fevereiro de 2014 / Dicas

Já pensou em sair da frente do computador/tv/celular e ir fazer a diferença (isso vale para mim também)? Hoje vim trazer vários vídeos mostrando pequenos gestos que podem mudar o dia de alguém e virar um programa super legal para as férias. Os vídeos são em inglês mas da para entender tranquilamente.

O famoso FREE HUGS, em português, ABRAÇOS GRÁTIS. A campanha começou em 2004 por um homem australiano conhecido pelo pseudônimo “Juan Mann” em Austrália. O movimento se tornou internacionalmente famoso em 2006 por causa do videoclip no YouTube da banda australiana Sick Puppies. Os abraços são um exemplo de um ato de bondade e humanitário executado por alguém cujo objetivo é apenas fazer as pessoas se sentirem melhores.  (fonte: wikipedia)

Esse cara resolveu dar flores para mulheres desconhecidas na rua, seu objetivo era voltar a época aonde não havia redes sociais e os elogios eram feitos pessoalmente. “Use o seu sorriso para mudar o mundo.. Não deixe o mundo mudar o seu sorriso.”

Em qualquer grande cidade do mundo é possível encontrar cachorros de rua, onde normalmente passam despercebidos principalmente pela deficiência na comunicação com humanos. Pensando nisso dois estudantes, Violeta Caro Pinda e Felipe Carrasco Guzman, decidiram dar uma forcinha aos cachorros de rua no Chile. Eles amarraram balões aos cachorros com mensagens como, “me abrace”, “brinque comigo” e “não me deixe” O vídeo mostra que com um pouco de criatividade e compaixão podemos aproximar “estranhos” e espalhar um pouco de bondade e amor. (fonte:  portaldodog)

 “Acabo de completar 20 anos de idade e em homenagem que eu queria fazer algo especial. Então eu decidi completar 20 atos aleatórios de bondade. No vídeo acima, existem apenas 10 atos aleatórios de bondade que eu decidi fazer na minha cidade de Austin Texas. Eu fui inspirado a fazer este vídeo apenas na vida do dia-a-dia que eu vivo. Eu sou o tipo de pessoa que gosta de ver as pessoas sorrirem. E eu pensei em fazer de maneiras que as pessoas menos espera. Algumas das idéias que eu criei, os outros peguei como inspiração sites como o Pinterest. Mas apesar de tudo, estou feliz que eu fiz este vídeo e ansioso para fazer mais. Estes são apenas metade das coisas que eu fiz, e fiz mais de 100 estranhos sorrir, mesmo sem conhecê-los. E isso é algo que aquece o meu coração.
Eu sempre amei fazer as pessoas sorrir. Quer seja através da comédia, presentes, ou atos aleatórios de bondade, é o que eu faço melhor. Fazer as pessoas sorrir. Tenho a intenção de mudar o mundo. Um sorriso de cada vez.”
 

 “Olá! Meu nome é Lucas e eu sou brasileiro. Desde que cheguei à Austrália um monte de coisas bonitas aconteceu na minha vida, por isso no dia em que completei 30 anos eu decidi comemorar de uma forma especial, ser grato ao povo de Sydney. 🙂
Muito obrigado a todos os meus amigos que ajudaram a fazer isso acontecer, sem vocês não teria sido possível. E obrigado a todos os que vivem na Austrália, fazendo deste país um lugar tão maravilhoso.
Um grande abraço, Lucas.”

Esse foi inspirado no video do Lucas. “Decidimos reunir para fazer o mesmo em Paris, mas com moradores de rua.
Éramos 12 amigos trazendo comida e quente em bom estado roupas que não usa mais.
– Para o alimento, nós compramos: café, chá, sopa, pão, carne, queijo, chocolate, frutas, bolos, biscoitos, água, sucos …
– Para roupas: lenços, casacos, jeans, camisetas, luvas, chapéus, cobertores e travesseiros … para homens, mulheres e crianças.
Andamos o dia todo, e conseguimos dar 80 presentes + 50 sacos de comida.
Nós só queríamos dar diretamente para as pessoas. Para ajudar, mão em mão. Para falar com eles, trocar, compartilhar.”

 “O mundo precisa de mais gentileza. O que você pode fazer hoje para fazer o dia de alguém melhor? Um simples ato de bondade pode fazer a maior diferença :)”
E voces, já fizeram algum ato de bondade? Comentem sua experiência.
let


22 de novembro de 2013 / Dicas

1453459_327335077407710_677272574_n

A atriz Luana Piovani tocou recentemente em um assunto que vem ocupando cada vez mais espaço na mídia e no dia a dia das pessoas: A obsessão pelo corpo perfeito.

Saúde, gente!! Saúde!! Parem de levar a sério essas loucas que ficam o dia inteiro fotografando seus corpos malhados, divulgando nas redes sociais e dizendo qual das 15 atividades físicas incríveis irao fazer. Elas têm esse tempo livre porque são ricas e vocês a sustentam“, disse Luana

luana-piovani-3

Leiam um livro, vão caminhar ao ar livre, falem com seu médico! Todos temos nossa melhor versão, mas ela só vale se estiver atrelada à saúde!“, completou a atriz.

Concordo plenamente com a Luana. As mulheres hoje em dia vivem tomando suplementos e esteroides para manter um corpo estrutural… Bem, deixe-me dizer uma coisa se você faz isso: É feio, te deixa estranha e com um “quê” de anormal. Se a sua intenção é entrar em concursos Miss Bumbum e ficar apenas nisso, então pelo amor de Deus faço isso com acompanhamento médico. Mas se você tem planos diferentes, aqui vai um conselho de amiga: cuide da sua saúde, faça exercícios sim, mas apenas o suficiente e use o resto do seu tempo usando suplementos para o cérebro, com isso eu quero dizer para vocês estudarem e ficarem por dentro das coisas que estão acontecendo no mundo (á lá a louca procurando esteroides para o cérebro).

antesedepois_gracyannebarbosa_div_01-300x206

Existem outros atrativos na mulher além do corpo, e não estou falando de caráter nem essas coisas que todas já sabemos, estou falando da sensualidade, do senso de humor, da simpatia, do sorriso, do olhar… Existem tantas coisas que você pode fazer por você mesma e que vão ser muito mais gratificantes que ser um rato de academia.

bru



6 de novembro de 2013 / Beleza Dicas
Dores de cabeça e má digestão, essas eram as reclamações que Sarah Smith, de 42 anos, tinham. O médico e o nutricionista indicaram que ela tomasse 3 litros de água por dia, ela decidiu seguir a indicação. Veja a diferença:


1ª semana
Peso: 53,4 kg
Cintura: 71 cm
Sarah procurou o médico para ter certeza de que não havia problemas em aumentar a ingestão de água drasticamente. E ele foi encorajador: “Sugiro que você ingira um grande jarro de água na parte da manhã, outro à tarde e outro à noite. Seus rins, que filtram resíduos do sangue, vão sentir rapidamente o benefício.” Em poucos dias de experimento, ainda urinava cinco ou seis vezes por dia, mas o líquido estava mais claro. Há anos, pratica 10 minutos de ioga ao se levantar, mas se sentia mais rígida nos últimos seis meses e notou que a flexibilidade melhorou depois de beber mais água.
2ª semana
Peso: 53 kg
Cintura: 71 cm
A pele está melhor e seu tom é mais uniforme. Ainda tem rugas ao redor dos olhos, mas parecem menos pesadas, e as manchas do rosto estão diminuindo. Ingeriu meio litro quando acorda, no café-da-manhã, no almoço, à tarde, no jantar e antes de dormir. Parece muito, mas achou administrável. Não teve dor de cabeça por mais de uma semana, o que era incomum. Foi fazer compras e, nesse período, teve de ir ao banheiro três vezes em cinco horas. Achou que o estômago ficaria inchado com tanta água, mas está mais plano que o habitual. O seu marido disse que suas celulites das coxas e bumbum sumiram.
3ª semana
Peso: 53 kg
Cintura: 69,8 cm
As olheiras e rugas na região dos olhos diminuíram muito e a pele parece mais nutrida.  O fato de beber mais água a faz se sentir satisfeita mais rapidamente nas refeições. “Estudos mostram que 37% das pessoas confundem sede com fome”, disse Sarah.
4ª semana
Peso: 52,6 kg
Cintura: 68,5 cm
Sarah ficou impressionada com a mudança, sendo que as manchas do rosto sumiram. Passou a se sentir mais magra (perdeu quase 1 kg), apta e saudável. Seu marido e amigo disseram que ela parece 10 anos mais jovem. “Aconteça o que acontecer, vou continuar a beber três litros de água por dia. E aconselho todas as mulheres a fazer o mesmo (depois de verificar com seu médico, é claro)”, disse.

Bem, achei essa imagem no tumblr e achei que seria um ótimo exemplo de como ir tomando a água ao longo do dia:

Duas garrafas, com uma quantidade para cada horário, dai vai enchendo ao longo do dia. 
Que tal tentar? Comentem o resultado!


24 de outubro de 2013 / Dicas
 
“Nos cruzamos com várias pessoas ao longo da nossa vida e algumas delas acabam deixando marcas profundas em nós. E se as guardássemos que nem balões, preenchidos com memórias? Se elas andassem conosco pra todo o lado? Pra refletir sobre relacionamentos, vale a pena ver este curta.
É da autoria de Hélène Leroux, se chama de Floating in My Mind e foi feito como projeto de conclusão de curso na Gobelins School, em Paris. O curta acompanha a vida do protagonista, desde a infância até à velhice, e utiliza os balões como metáfora, pra pensar na vida, nas memórias que deixamos e na passagem de testemunho que, inevitavelmente, teremos de fazer.
Inspirado pelo filme da Disney/Pixar “UP”, esta simples animação merece um pouco do seu tempo.” fonte
 

 
 


13 de outubro de 2013 / Dicas
Uma Semana Fora da Rotina

Esperar o final de semana é sempre cansativo. Escola, faculdade, trabalho, seja o que for. O final de semana sempre parece estar longe demais. Para a semana passar mais rápido, eu sempre tento ocupar a minha mente com alguma coisa, tento procurar novas músicas para escutar, filmes para assistir, livros para ler, qualquer coisa que faça algumas horinhas passarem mais rápido para poder curtir o final de semana tão esperado. Para sua semana passar mais rápido, decidi dar uma sugestão de livro, música, filme e reality show para assistir. Preciso dizer alguma coisa antes: sobre todas as sugestões que vou dar, eu tinha algo contra ou já tinha algum pré-conceito. Acho que foi justamente isso que me tirou da rotina, escutar coisas diferentes, ler coisas diferentes e sair um pouco da zona de conforto. Espero que gostem das sugestões e que elas deixem a sua semana um pouquinho melhor. 

Música

Eu sempre gostei da Miley Cyrus, desde que eu era mais nova e mal podia esperar por episódios novos de Hannah Montana. Mas eu fui crescendo, comecei a conhecer outros estilos musicais e deixei essa parte da minha vida para trás. De uns tempos pra cá fui notando que a Miley foi ganhando destaque de novo e que ela havia mudado completamente. Ela acabou de lançar um CD bem mais maduro do que tudo que ela havia feito antes e sua atitude mudou bastante. Deixei de lado qualquer pré-conceito e fui escutar o CD novo. Resultado: passei a semana inteira escutando as músicas. As batidas são viciantes, me identifiquei com as letras e algumas músicas não saíram da minha cabeça. As músicas são ótimas para escutar indo para a escola, no carro ou até mesmo fazendo algum trabalho em casa. Sigam o conselho de uma garota que ama Rock mais que tudo e que anda sempre estressada. Às vezes faz bem escutar alguma coisa diferente, me fez relaxar um pouco.

Não preciso nem falar de We Can’t Stop, né? Essa sim eu me apaixonei no instante em que escutei. A batida é muito gostosa, me anima sempre e é impossível não querer se identificar com a letra. Wrecking Ball é muito boa também, mas acabei enjoando depois de um tempo. Adore You é bonitinha e bem tranquila. #getitright e Do My Thang é pra escutar indo para a escola ou no carro. Drive é aquela música para escutar no banho ou na academia, a batida é bem forte e empolgante. A voz da Miley está linda e forte em Fu, a música é muito boa e diferente, uma das melhores em minha opinião. Someone Else tem a letra e o ritmo mais viciantes de todo o CD, essa está na minha cabeça há dias.

O melhor desse CD é que nenhuma música é igual à outra, então se você não curtiu uma, escute as outras, alguma vai acabar ficando na sua cabeça.
Livro

Eu leio muito e à medida que fui conhecendo vários estilos diferentes, fui me conhecendo e me apaixonando por sagas, séries, autores e etc. Há uns bons meses um amigo meu vinha insistindo para que eu lesse Os Instrumentos Mortais (The Mortal Instruments) e não queria de jeito nenhum. A verdade? Eu tinha colocado na minha cabeça que era um pouco infantil e que não seria diferente do que a gente vê ultimamente na TV e no cinema. O que aconteceu? Me arrependi de não ter lido antes. Eu fui assistir ao filme no cinema com uma amiga minha e me apaixonei pela história na hora. Os personagens foram me conquistando e decidi que leria o primeiro livro. Confesso que o primeiro não me conquistou muito, mas criei coragem e li o segundo. A partir daí tive que ler todos os cinco e mal posso esperar pelo sexto que será lançado no ano que vem. A história te envolve bem rápido e a cada página uma surpresa diferente. Posso dizer uma coisa: é tudo menos clichê. Os personagens são característicos, bem humorados e com personalidades marcantes. Eu estou acostumada a leituras diferentes e mais adultas em alguns aspectos, mas não deixei de amar por isso. Aquela aula bem chatinha vai passar mais rápido com algum dos livros em cima da sua mesa.
Reality Show

Eu adoro Reality Shows, principalmente os musicais. Acompanho sempre as audições de American Idol e The X Factor e se alguém me encanta eu assisto até o final. Não sei por que não assistia ao The Voice. A Christina Aguilera é minha cantora preferida e adoro os outros mentores. Comecei a assistir a essa temporada e The Voice já provou (para mim) ser melhor que os outros dois programas. Os cantores são incríveis e eu morro de rir com as briguinhas entre os mentores para conseguir montar seu time. Indico muito, quem gosta de competições musicais não pode deixar de assistir ao The Voice US. Já sou Team XTina e vocês?

Filme

Acho que a maioria dos jovens como eu tem certo receio de assistir a filmes brasileiros. Para nós, os filmes estrangeiros é que são nacionais, certo? Decidi mudar isso e ir com meus amigos assistir Mato Sem Cachorro. O filme é diferente e mudou minha concepção sobre comédias brasileiras. Já dá para ver como o cinema brasileiro está começando a mudar e ser um pouco mais valorizado. Ri o filme inteiro e adorei as atuações. O filme conta com Bruno Gagliasso e Danilo Gentili, acho que isso fala por si só. Não é o melhor filme do mundo, mas conseguiu me distrair e me divertir bastante. Sem contar que me apaixonei pelo Deco, o cachorro do filme. É bom para se assistir no meio da semana, quando a gente precisa de um empurrãozinho. O filme estreou no dia 4, então corre que ainda dá tempo de ver.  

Espero que gostem das sugestões e que quebrem a rotina um pouco. Adorei quebrar a minha rotina e conhecer coisas novas, faz bem de vez em quando. Depois me contem o que acharam. 



1 de outubro de 2013 / Dicas


Black Night é a noite com as maiores promoções do ano! Vai começar às 22 horas dessa terça (01/10) e serão oito horas de promoção!

“O  Submarino vai lançar sua primeira edição da Black Night para entrar no clima da melhor noite pra fazer compras no ano. Dá até pra ir adiantando os presentes de Natal, e aproveitar pra comprar tudo com desconto que vai agradar seu bolso.
Por enquanto, ainda não dá pra saber quais serão as ofertas – fica no suspense mesmo, com direito a contagem regressiva. Para você receber as melhores ofertas e poder participar da Black Night, basta entrar no site e se cadastrar.”
Para pessoas que amam livros, essa vai ser a melhor oportunidade de todas para comprar todos aqueles livros que você sempre quis! 
 
Depois me contem se participaram da promoção! 
 
 


28 de setembro de 2013 / Dicas Textos
Como muitos sabem, no final do ano vou fazer um intercâmbio, e para conseguir viajar, vou precisar me dedicar 3 vezes mais aos estudos, para não correr riscos de ficar de recuperação e jogar tudo por água abaixo. Vou para de trabalhar com fotografia (temporariamente), vou diminuir o tempo no celular e computador, vou abrir mão das aulas de teatro e artes, vou deixar de lado os programas de sábado com os amigos, tudo isso para conseguir realizar meu sonho. 
Bem, por mero acaso, cliquei em um link e me deparei com um texto bem bacana que fala sobre a internet e como as vezes exageramos. Me fez pensar que, esse “tempo” que vou dar em tudo, vai ser bom para “desintoxicar” e descobrir quem realmente eu sou (sem a influência das redes sociais a cada minuto), o que eu gosto e o que eu quero. Leiam com a mente aberta:
“Tem gente que pira nas redes sociais. Você abre o Instagram e a pessoa está lá, se exibindo da forma mais escandalosa. Ah, como eu sou linda. Ah, como eu sou foda. Ah, meu deus, como eu sou feliz. No Facebook, ele publica fotos que deveriam ter sido deletadas, revela detalhes sobre a sua vida privada, se gaba de tantas coisas, e com tanta frequência, que faz a gente pensar que, na verdade, anda profundamente deprimido.
Não estou falando – vejam bem – de quem perde a mão de vez em quando e exagera na exposição de si mesmo. Isso acontece. A esta altura da sociedade do espetáculo, o mau gosto eventual tornou-se quase obrigatório. O problema com quem pira nas redes é que age sem pudor sistematicamente. É como o sujeito que bebeu demais toda vez que você o encontra. Ele é bêbado, né?
Com isso tudo estamos acostumados, porém. Os excessos nas redes sociais não são novidade. O que me fez escrever esta coluna foi a súbita percepção de que os superexibidos têm parceiros.
Cada vez que eles fazem um espetáculo de si mesmo sobra para quem está ao lado. O sujeito sobe uma foto da baladas às 3 da manhã e a namorada leva uma porrada quando abre o telefone, seis horas depois. Ou ela posta um comentário indiscreto logo cedo e ele passa o dia ouvindo ironias dos “amigos” comuns.
Parece inevitável que onde existe alguém obcecado em exibir-se haverá outro alguém juntando os caquinhos emocionais. Ninguém passa imune a esse tipo de streap tease.
Para quem não frequenta as redes sociais, esta conversa talvez pareça mi-mi-mi, mas juro que não é. O balanço entre público e privado tornou-se uma questão real para os casais. O que se mostra e o que não se mostra? Qual é o nosso combinado? Quando uma das partes tem compulsão de aparecer, fica mais difícil. Aí cabe a um conviver passivamente com a consequência dos excessos do outro – o que frequentemente é intolerável.
Uma pesquisa da Universidade do Missouri divulgada na internet sugere que quanto mais os casais usam o Facebook mais eles brigam. Em geral por causa de ciúme. Eu entendo perfeitamente.
Pouca gente lida bem com a documentação da vida dos parceiros. Antes, quando entravam num relacionamento sério, as pessoas tiravam da estante as fotos dos ex-namorados e colocavam a troca de email com eles numa pastinha escondida no computador. Agora existem as redes. Nelas estão as fotos dos três últimos namoros, assim como promessas de amor e os grunhidos sensuais trocados em cada um deles. Para todo mundo ver e compartilhar. 
Se isso não fosse constrangimento suficiente, ainda vem uma torrente diária de novas imagens, novos amigos, renovados e ardorosos elogios – “que gato”, “que linda”, “cada vez melhor”… Haja desapego.
Relacionamentos, da forma como eu vejo, são construções para dois. Eles têm um forte componente social – dependem de amigos, família, colegas – mas, fundamentalmente, triunfam ou fracassam na intimidade. Quando uma das partes resolve viver em público, a relação fica enormemente vulnerável. Emoções que caberiam melhor na mesa da cozinha ou no banco da frente do carro acabam sendo exibidas diante de todos, como acontece com os artistas. Poucos aguentam esse tipo de exposição.
Ao final, quem procura atrair demais a aprovação de estranhos provoca insegurança no parceiro. Sugere que não bastam a atenção nem o aconchego que ele oferece. Se tudo tem de ser dividido com todos, o que há de especial e único nesta relação aqui? É algo a se pensar. E algo a se proteger. O ruído de aprovação das redes sociais, por mais intenso que seja, não preenche a nossa solidão. Ela se resolve apenas com relações reais. Amigos reais. Família real. Amor de verdade, com carne, ossos e defeitos, protegido por uma grossa camada de intimidade e de silêncio.” fonte
Apesar do texto tratar principalmente do relacionamento amoroso, dá pra adaptar para todas as relações, inclusive aquela que a gente tem (ou deveria ter) com a gente mesmo. Vale a pena refletir!



23 de setembro de 2013 / Dicas

Eu não sei vocês, mas sempre que a Apple decide atualizar seus softwares eu tenho medo de fazer a mesma atualização no meu aparelho. E com o iOS7 não foi diferente, muito pelo contrário. Um amigo meu já tinha atualizado há algum tempo porque já haviam disponibilizado uma versão demo para quem quisesse. Quando eu vi a atualização pela primeira vez não consegui acreditar que a Apple tinha mudado tanto o design do iPhone (no meu caso). A princípio eu não gostei mesmo! O problema é que eu sempre relutava em atualizar quando eu usava meu iPod, sempre deixava para depois. Acabou que demorei tanto tempo pra atualizar que não deu outra, não conseguia atualizar mais nada e muitos aplicativos não funcionavam na versão que eu tinha instalada no iPod. Com esse medo de perder as melhorias nos meus queridos aplicativos, fui atualizar meu celular. Fucei tudo que tinha para fuçar e preciso admitir que algumas coisas melhoraram apesar de terem ficado bem diferentes. Decidi criar esse post para mostrar as mudanças e ajudar quem ainda está em dúvida a decidir se atualiza ou não. E até quem não pode atualizar porque tem versões mais antigas, acho legal conhecer as novidades para conversar com quem atualizou.

Primeiro vou mostrar as diferenças antes e depois da atualização e em seguida mostro as novidades dessa versão. Para não ficar um post muito grande decidi mostrar o que para mim foi mais significativo. Vamos lá…

A tela inicial mudou bastante. Os aplicativos ficaram mais redondinhos e coloridos. Ficou com um ar mais despojado, extrovertido.

A página de ajustes ficou mais bonita (na minha opinião), ficou mais clean.

A página das fotos também mudou significativamente mas nada muito complexo.

As notas, mensagens, teclado e bússola não ficaram de fora.

O safári mudou bastante. Achei meio complicado na primeira vez que fui usar mas é bem de boa.

Acho que uma das mudanças que ainda vou ter que me acostumar é a página de músicas. Na lista de músicas agora também aparece a capa do álbum antes de você clicar na música. Para quem tem todas as capas ficou uma maravilha, mas para outros como eu que só têm algumas capas ficou um pouco bagunçado.

Agora vou contar um pouco sobre algumas novidades.O design da câmera também mudou e agora ela vem com uma novidade. Inspirado no Instagram você pode escolher os efeitos antes mesmo de tirar as suas fotos. Pode tirar foto em preto e branco, sépia, etc. Além da foto já sair quadrada, como se fosse do Instagram mesmo. A foto panorâmica continua a mesma.

Novos planos e imagens de fundo também chegaram. Só que agora eles podem se mover! Eles se movem à medida que você move seu iPhone. Bolinhas ficam “nadando” na tela bloqueada e algumas imagens de fundo da tela de início dão um efeito 3D quando você inclina o aparelho. Essa foi uma mudança bem bacana.

Outras mudanças:

• Novos toques. (EBA!)

• Calculadora.

• Lembretes.

• Design do gravador.

• Design de aplicativos abertos.

• E-mail.

• Calendário.

Apesar de ter hesitado no início, não me arrependo de ter instalado o iOS7 como achei que iria. Vou demorar a me acostumar com algumas coisas, mas sei que as mudanças foram para melhor.

Espero que esse post seja útil e que tenha ajudado quem ainda não baixou a se decidir. Então, me contem o que acharam do iOS7! Beijos

Laura Brand