10 de janeiro de 2016 / Conversa de banheiro Textos

Social media on smartphone

A gente vive hoje na era das redes sociais, são incontáveis sites e aplicativos que visam a interação social e o número de novas redes e novos usuários cresce a cada dia. Compartilhar alguma foto legal do seu dia, um texto sobre alguma situação inusitada do seu dia, compartilhar algum evento legal, mostrar para os amigos algum bar legal que você está agora, fazer novos amigos… São inúmeras utilidades. O que a gente esquece é que ninguém posta tudo o que acontece na sua rotina ali, a gente só publica aquilo que “vale a pena” ser compartilhado, visto e comentado. As pessoas não compartilham ali suas dificuldades, suas dívidas, seus medos, suas inseguranças… quando compartilham, normalmente é em tom de piada e acaba passando despercebido por todos a sinceridade do que está por trás daquela brincadeira.

“Ah, Bruna, vai me dizer que tenho que publicar tudo da minha vida pra todo mundo ver?”

Claro que não! Pelo contrário, existem momentos que são uma delícia a gente ter só pra gente, sem centenas de comentários e opiniões. O problema, é que as pessoas não pensam que ninguém é online 24 horas por dia, acham que aquelas fotos compartilhadas nas festas, nas viagens, nos encontros com amigos, tudo sempre sorrindo, são a única realidade da pessoa fora da tela.

Entenda, o que está ali na rede é um recorte da realidade. Um recorte que a pessoa faz minuciosamente, ela escolhe exatamente o que as outras pessoas vão saber da vida dela. E pra deixar isso mais do que claro, selecionei dois exemplos:

O caso Essena O’Neill

Sabe as chamadas digital influencers? Pois é, essa era a realidade da australiana Essena O’Neill, que tinha mais de 500 mil seguidores no instagram e 200 mil inscritos no youtube. Acontece que em dezembro de 2015, a garota de 19 anos se cansou de tudo aquilo, apagou milhares de fotos, deixando algumas poucas com legendas editadas contando a verdade por trás de cada foto.

1148668

Nessa aqui, ela diz que tirou cerca de 100 fotos parecidas até conseguir deixar a barriga perfeita. Ela conta que nesse dia quase não comeu e gritou com a irmã mais nova para que continuasse tirando fotos dela.
6358255025598567171420830100_essena4

Nessa, ela foi paga para divulgar um bronzeador e que só vestiu a roupa de ginástica para a foto. Depois ela questiona o padrão de beleza e pergunta porque devemos ser magras e estarmos sempre maquiadas para sermos consideradas bonitas para o “mundo real”

essena-oneill-man-repeller-instagrams-4

Aqui ela diz que ganhou esse vestido para promover a loja, tirou incontáveis fotos tentando ser sexy para o instagram e que isso a fez se sentir terrivelmente sozinha.

Essena causou um alvoroço e trouxe à tona a discussão sobre a superexposição na internet e apesar de eu concordar com muitas das coisas que ela disse, acho que a culpa não é das redes sociais, como ela faz questão de afirmar. Afinal, são apenas sites, um punhado de códigos que juntos formam ali um espaço vazio para VOCÊ falar e fazer o que VOCÊ quiser. Concordo com o comentário que Zack James, ex-youtuber, publicou no seu perfil do facebook:

“Essena O’Neill está errada: mídias sociais não são uma mentira. Elas podem ser qualquer coisa que o usuário quiser. Deixar você mesma ser pressionada por uma falsa vida que a faz se sentir mal é o resultado de suas próprias ações e vontade”, ele ainda completou com as seguintes afirmações, “Culpar as redes sociais, dizendo que são uma mentira, só mostra sua falta de esforço para entender a si mesma. Sim, deletar seu Instagram é um passo na direção certa. Assumir sua responsabilidade pela própria infelicidade é outro. Essena O’Neill precisa procurar ajuda de verdade em vez de desviar sua responsabilidade para uma das maiores ferramentas de comunicação já produzidas pelo homem. Espero sinceramente que você se encontre, porque mídias sociais não são uma mentira, você era uma mentira”

De forma nenhuma quero dizer que a Essena está errada em fazer o que fez, em escolher mudar seu caminho e ser verdadeiramente feliz, longe da vida controlada que tinha, porém, ela não se tocou em nenhum momento que quem criou toda essa situação foi ela mesma. Ela se permitiu entrar naquela vida e teve, desde o início, a opção de não se submeter a todo aquele marketing.

 

A série fotográfica de Chompoo Baritone

Uma das poucas pessoas que não se renderam ao instagram, Champoo Baritone criou uma série fotográfica sarcástica em que mostra exatamente o que eu falei ali em cima: a gente divulga só um recorte da nossa realidade. Ela mostrou como as fotos do instagram não contam toda a verdade do que está acontecendo na vida de quem está postando aquele registro e que as coisas não são tão perfeitas como aparentam na rede social.

11059938_1050009415019050_3519345364856316757_n 11924259_1050006725019319_6929637468323987838_n 11947677_1050011978352127_7399470153541347259_n 11949498_1050010351685623_8245949319597672738_n 11954704_1050011711685487_4520934220758141842_n 11987088_1050008288352496_4033403925235404629_n 11987181_1050006695019322_7766242695765799438_n 11988563_1050009671685691_1839191658877035047_n

Mostrei isso tudo pra vocês não com a intenção de fazer todo mundo sair das redes sociais, mas para abrir os olhos de vocês para a realidade. Como a Essena gosta de dizer, as mídias sociais não são a vida real, então não se deixe levar pela ideia que tudo o que é mostrado ali é uma completa verdade. As pessoas postam fotos felizes, sorrindo, mas podem estar vivendo uma crise depressiva terrível, você não faz ideia e nem vai saber se não sair da frente da tela do celular ou computador  e conversar olho no olho com a pessoa. As redes sociais são uma forma incrível de interagir com as pessoas ao seu redor, só não se esqueçam que elas nunca vão substituir um abraço, uma conversa frente a frente… elas não substituem momentos reais.


Gostou do post? Compartilhe com suas amigas e amigos e espalhe o EA por aí!

INSTAGRAM // TWITTER // FACEBOOK // TUMBLR // YOUTUBE


Bruna Alecrim

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *