19 de agosto de 2013 / Blogueira Dicas Sobre o Blog

O que não falta por aí são projetos que nos incentivam a viver uma vida mais saudável e agradável. O projeto “Ana Gostosa” e o “Continue Curioso” são alguns exemplos. O projeto “Ana Gostosa” começou no canal “Ana De Cesaro” em 2012.
Pra chegarmos logo no objetivo desse post e vocês entenderem melhor o projeto, assistam a esse vídeo:

Antes, a Ana postava vídeos das viagens dela e tutoriais de maquiagens, não sou de acompanhar canais no Youtube mas nesses dias que não tinha nada pra fazer e fiquei assistindo vídeos aleatórios, acabei chegando nesse aqui, bem antes do projeto:

Como ela mesma disse, vídeos com conteúdo sério na internet são poucos, e o jeito que se expressou, principalmente a mensagem, me convenceram a assistir todos os vídeos do canal. Ela deu um tapa na cara de muita gente que conheço e essas pessoas nem sabem disso. Não só disse palavras bonitas de motivação como botou em prática cada sílaba que disse. Ainda fuçando a internet, encontrei essa matéria aqui no blog “Jardim do Mundo”, aí sim quem levou um tapa na cara fui eu.
Houve uma época em minha vida que me revoltei com tudo e todos e “chutei todos os baldes”. Larguei esporte (eu praticava natação desde que me conheço por gente, participei de várias competições na minha cidade natal e continuei um pouco mais em Curitiba), joguei TODOS os meus brinquedos fora, todas as revistas, livros e qualquer outra coisa que me fazia a imagem de “filhinha do papai”. Na verdade fiz isso várias vezes. Como já comentei algumas vezes na internet, tudo na minha vida foi precoce, inclusive essas crises existenciais que me amadureciam 5 anos em 1. Falando assim pareço que sou uma tia de 30 e tantos anos, mas essa crise que acabei de citar foi uma típica de “pré-adolescente” mesmo, assim como as milhares que acontecem durante a própria adolescência. Existem muitas matérias, tanto em blogs na internet, quanto na televisão, que incentivam pessoas a mudarem suas vidas e se preocuparem mais com o bem estar, mas a maioria dessas matérias é para pessoas que já viveram MUITA coisa, já têm sua família formada e empréstimos absurdos pesando na conta bancária, ou seja, um guia de como recuperar o tempo gasto em estresse e frustrações. Ih, passou de discurso de autoajuda da Tati Bernardi pra Jane Fonda, vamos direto ao assunto: Vou propor a vocês, leitoras(es) do “Estilos Alheios”, um projeto mais para “Como Aproveitar Sua Vida Antes de Precisar Recuperar o Tempo Perdido”, chamado “Explore o Alheio”. Não, não se trata de vocês fuçarem a vida alheia como Gossip Girl, se trata de explorar o mundo ao seu redor. Sabe aquela coisa “o problema alheio pode ser insignificante pra você, mas para o sujeito é algo desastroso”? O mesmo serve para as próprias experiências, seja você novinho(a), estudando feito um(a) condenado(a) pro vestibular ou já cursando o último ano da faculdade. Então preparem o emocional não se importando quando dizem que você é novo(a) demais pra sair da zona de conforto.
“Zona de conforto” é um assunto que, desde que me conheço por indivíduo crítico, sempre foi um dos meus assuntos favoritos para conversar em “mesa de bar”*, e tanto a Ana , quanto o blog, falaram sobre isso, o que me inspirou a criar esse projeto.

Mas calma, não estou dizendo pra você sair da casa dos pais aos 12 ou 21 anos de idade, e sim para arrumar sua cama quando se levantar. Isso pode soar um pouco hipócrita da minha parte, afinal eu sou a rainha da procrastinação, mas serve pra mim também, pra mudar a minha vida a partir de agora.
Pra começar, vamos estabelecer apenas uma meta básica para depois fazermos etapa por etapa para alcançá-la:
A meta das blogueiras do “Estilos Alheios” será “Menos procrastinação, mais exploração”. Como costumo dizer: “Tenho a cabeça em outra galáxia” (em vários sentidos), mas vou aterrissar aqui na Terra um pouco. Vocês podem inventar uma própria como “Menos tristeza, mais exploração” pra quem sofre de depressão ou se ofende fácil, “Menos repreensão, mais exploração” pra quem sobre de bullying ou é muito tímido, etc.Vamos às minhas etapas para ajudar vocês a criarem as suas:

– Criar um cronograma (Detesto rotina com todas as minhas forças, mas minha vida anda muito desorganizada, agora com o blog, ter que estudar pro ENEM e com tantos projetos fotográficos preciso MESMO me organizar)
– Estabelecer um limite financeiro mensal (Falta pouco pra eu começar meu estágio, preciso organizar meus gastos pessoais desde já pra não entrar em desespero quando precisar pagar a conta de luz)
– Procurar aulas particulares de exatas (Sou uma negação nessa matéria, qualquer ajuda extra pra mim tá valendo, tanto amigos quanto professores)
– Fazer uma dieta (Dieta é diferente de regime, não é necessariamente seguir um hábito de alimentação voltada à perda de peso, vou procurar um nutricionista e pedir um cardápio diário rico em diferentes vitaminas pra parar de comer tanta porcaria e massa, quem sabe até GANHO peso com saúde… Meu colesterol alto implora)
– Aprender a cozinhar (Pelo amor de deus né, morar praticamente sozinha e comprar comida congelada no caminho do colégio pra casa porque não sabe cozinhar é uma vergonha. Na verdade vergonha é cozinhar massa de lasanha achando que é macarrão, SIM ISSO ACONTECEU HOJE)
– Praticar um esporte (Ai, esse será o mais complicado pra mim, desde que parei a natação meus exercícios físicos se resumem a “quarto-cozinha”, mas eu realmente preciso parar com esse sedentarismo, uma hora de ensaio segurando aquela metralhadora, vulgo câmera, me dá dores nas costas semelhantes às de um idoso)
– Não usar mais produtos testados em animais e ajudar uma organização protetora (Como já tentei ser vegetariana e não deu certo, gostaria de fazer algo pelos animais)
– Vencer a vergonha de ser fotografada (Acreditem, eu tenho essa vergonha, as fotos que tenho por aí são meus amigos que fazem em momentos de descontração, mas não consigo modelar para um fotógrafo em um ensaio. Pra saber dirigir meus modelos quando não os conheço, vou precisar dessa experiência própria)
– Menos internet, mais livros (Ó a zona de conforto me distraindo aí, nem percebi que passo mais tempo lendo livros NA INTERNET do que aqueles que estão quase mofando na minha prateleira)
– Passear com a Flor (Minha cadelinha está com mais de 12 anos de idade e câncer mamário,moramos em apartamento há anos então sempre achei que ela estava acostumada a essa rotina, ela raramente passeava, pois quem a levava era minha mãe, já que não moro mais com ela preciso assumir essa responsabilidade. A coitadinha da Florence nem consegue mais subir nas camas e sofás…)- Ser mais paciente e menos ansiosa (Angie, vai fazer ioga, seus pais e amigos imploram)
– Fazer algum curso cultural/artístico (Explorar é o principal objetivo, certo? Então vou procurar um curso de algo diferente, ainda não sei o quê mas vou pensar)
– Comparar um caderno/moleskine novo (Além do meu estar caindo aos pedaços, quero voltar a escrever e ainda vai me ajudar a me organizar com os 57897943 projetos que tenho hahaha)
– Programar uma viagem fotográfica (Quanto mais cedo programar as férias, mais baratas ficam as diárias em hotel e economizar mais dinheiro pra curtir bem. Vou pedir pra Bruna uns conselhos porque vocês já devem saber que ela está com Londres no topo da lista de viagens)
– Ser mais sentimental (Eu preciso deixar de ser coração de pedra quando se trata de relacionamentos, urgente…)
– Vencer o medo de gatos (Ok, pelo menos tentar)
– Ser mais vaidosa (Esses dias usei uma bandana e passei rímel pra ir pro colégio e acho que nunca fui tão elogiada em um dia… É que tenho preguiça de me arrumar no dia a dia, só quando saio, sequer penteio o cabelo pra ir pro colégio)

É uma boa ideia colocar na sua lista esses parágrafos iniciais também, assim você não esquece o porquê de precisar cumpri-la e especifica o que tem que fazer exatamente. Não se esqueçam de que essa é a minha lista, você provavelmente é diferente de mim então tente se adaptar à sua personalidade, faça o máximo de si mesma, melhore e se transforme, mas nunca deixe sua essência de lado. Se você é mal humorada por natureza e esse é o seu ponto forte mas está estragando alguma amizade, tente exercitar a gentileza dando bom dia pro porteiro, por exemplo, afinal gentileza gera gentileza, mas pode continuar xingando a vontade os carros quecontinuam parados quanto o sinal abre. Vamos buscar o equilibro na nossa vida, ok?Obviamente terei que acrescentar muito mais itens nessa lista ao longo do tempo, mas por enquanto é sobre isso que irei escrever pra vocês, para que consigam acompanhar a nossa evolução, eu, Angie, e as meninas do blog, Bruna, Vica e Lele.
E finalmente comprei outro carregador pra minha câmera, pois o meu estava quebrado, então o post sobre fotografia dessa semana será bem ilustrado.

Duas músicas motivadoras pra você começar o seu projeto:Roar da Katy Perry pra você que gosta de pop

E Gerânio da Marisa Monte pra você que, assim como eu, ama essa mulher

Até a próxima, beijão da Angie!

 


Bruna Alecrim

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *